Cirrose Hepática / Terapia de Células-Tronco

Encontre o melhor tratamento de células-tronco para Cirrose Hepática

A Unique Access fornece acesso a um extenso protocolo de tratamento para Cirrose Hepática que utiliza alta quantidade de células-tronco, extensiva reabilitação e muitas terapias de suporte e suplementos. Esta combinação eficaz das mais avançadas tecnologias médicas com medicina funcional tem ajudado pacientes a alcançar melhorias significativas.

Por que as Células-Tronco funcionam para Cirrose Hepática?

Evidências sugerem que o transplante de células-tronco é capaz de reduzir a fibrose hepática e melhorar a função hepática. Células-tronco mesenquimais (CTMs) são o tipo mais amplamente estudado de células-tronco, que são extraídos de tecidos adultos sem quaisquer problemas éticos e sem riscos para o doador. As células tronco mesenquimais (CTMs) têm a capacidade de se diferenciar em uma variedade de células incluindo células funcionais do fígado (hepatócitos).

Os pacientes com Cirrose Hepática tratados com células-tronco mesenquimais (CTMs) têm mostrado melhorias visíveis na função hepática e dos sintomas associados. Além disso, a progressão da doença diminuiu significativamente após o transplante de células-tronco.

Melhorias

Pacientes com Cirrose Hepática tratados com células-tronco geralmente observam melhorias nas seguintes áreas:

  • melhora na função hepática e sintomas associados
  • letargia
  • fadiga
  • ascite
  • sangramento viático
  • coma hepático
  • cognição

Mecanismos

(A) as células-tronco mesenquimais (CTMs) diferenciam-se em hepatócitos do parênquima para melhorar a função do fígado. Estima-se que aproximadamente 2-3 × 1010 hepatócitos parenquimatosas saudáveis são necessários para manter a função normal de um fígado adulto. Em fígados fibróticos ou cirróticos graves, o número de hepatócitos é significativamente reduzido. Foi demonstrada a trans-diferenciação das células-tronco mesenquimais (CTMs) dos doadores para se tornarem hepatócitos parenquimatosas.

(B) células-tronco mesenquimais (CTMs) impedem que o fígado sofra fibrogênese através da secreção de uma variedade de citocinas, tais como HGF, interleucina (IL) -6 e -10 e.

(C) As células-tronco mesenquimais (CTMs) podem dissolver diretamente a fibrose. Houve evidência sugerindo que as células-tronco mesenquimais (CTMs) foram capazes de produzir a metaloproteinase de matriz (MPM), uma enzima capaz de degradar a matriz extracelular, o que alivia a cirrose hepática diretamente.

Nossa Promessa

Acreditamos que sempre há uma esperança real e que os pacientes merecem ter acesso a um tratamento eficaz e seguro. Somos independentes, com um departamento médico interno. Combinamos o serviço de hospitais internacionalmente reconhecidos com tratamentos de última geração, produtos únicos e serviços que são integradores e eficazes para assegurar que o tratamento tenha o melhor resultado possível.

Hospital Asociado

El tratamiento se realiza en un hospital terciario acreditado internacionalmente y no en un hotel o en una clínica. Esto es importante para la seguridad y cuidado del paciente, ya que el paciente tendrá acceso a todos los departamentos especializados y a todos los médicos especialistas, lo que incrementará la eficacia del tratamiento.

Terapias de Apoio & Remédios

Garantimos que o paciente receba os medicamentos, terapias de apoio, reabilitação, desintoxicação e programas de aumento do sistema imunológico necessários para tirar o maior proveiro das células-tronco.

  • Oxigenoterapia hiperbárica (OTH)
  • Acupuntura
  • Terapia Aquática
  • Tratamento de Fisioterapia
  • Terapia Ocupacional
  • Estimulação Magnética Transcraniana (EMT)
  • Tratamento de Oxigenação
  • Gotas de Vitamina por Injeção Intravenosa
  • Suplementos que Aumentam o Sistema Imunológico (ex. GcMAF)
  • Planos de Dieta Especializados & Consultas

O que é Cirrose Hepática?

O fígado é um dos órgãos mais importantes no corpo humano. Ele executa uma série de funções fisiológicas vitais, incluindo o armazenamento de lipídios, digestão, desintoxicação e regulação da imunidade inata. Lesão tóxica, infecções virais, defeitos auto-imunes, e doenças genéticas são alguns dos muitos fatores que podem causar disfunção hepática e resultam em doenças crônicas do fígado.

Cirrose Hepática é a marca patológica mais comum das doenças crônicas do fígado, resultando em cicatrizes e fibrose no fígado. Isso resulta em uma série de sinais e sintomas, incluindo a pele amarelada (icterícia), cansaço, falta de apetite, perda de peso ou ganho de peso, coceira na pele, retenção de líquidos (ascite e edema), comprometimento cognitivo e complicações gastrointestinais. Em muitos pacientes, a função hepática não tratada avança para o câncer de fígado que leva uma taxa de mortalidade muito alta.

Os melhores tratamentos com células-tronco disponíveis via tratamentoscelulastronco.com

References

  • Puche, JE; Saiman, Y; Friedman, SL (Oct 1, 2013).

“Hepatic stellate cells and liver fibrosis.”. Comprehensive Physiology. 3 (4): 1473–92. doi: 10.1002/cphy.c120035. PMID 24265236.

  • Foucher J, Chanteloup E, Vergniol J, et al. (2006).

“Diagnosis of cirrhosis by transient elastography (FibroScan): a prospective study”Gut. 55 (3): 403–8. doi: 10.1136/gut.2005.069153. PMC 1856085. PMID 16020491.

  • Giallourakis CC, Rosenberg PM, Friedman LS (November 2002).

“The liver in heart failure”. Clin Liver Dis. 6 (4): 947–67, viii–ix. doi: 10.1016/S1089-3261(02)00056-9. PMID 12516201.

  • Heathcote EJ (November 2003).

“Primary biliary cirrhosis: historical perspective”. Clin Liver Dis. 7 (4): 735–40. doi: 10.1016/S1089-3261(03)00098-9. PMID 14594128.

  • Benova L, Mohamoud YA, Calvert C, Abu-Raddad LJ (September 2014).

“Vertical transmission of hepatitis C virus: systematic review and meta-analysis”. Clinical Infectious Diseases. 59 (6): 765–73. doi: 10.1093/cid/ciu447. PMC 4144266. PMID 24928290.

  • O’Shea RS, Dasarathy S, McCullough AJ (January 2010).

“Alcoholic liver disease: AASLD Practice Guidelines”. Hepatology. 51 (1): 307–28. doi: 10.1002/hep.23258. PMID 20034030.

  • Koretz, RL; Avenell, A; Lipman, TO (16 May 2012).

“Nutritional support for liver disease.”. The Cochrane database of systematic reviews. 5: CD008344. doi: 10.1002/14651858.CD008344.pub2. PMID 22592729.

  • Liu ZL, Xie LZ, Zhu J, Li GQ, Grant SJ, Liu JP (2013).

“Herbal medicines for fatty liver diseases”. Cochrane Database Syst Rev. 8: CD009059. doi: 10.1002/14651858.CD009059.pub2. PMID 23975682.

  • Zetterman, Rowen.

“Evaluating the Patient With Abnormal Liver Tests”. Medscape. Retrieved 6 October 2015.

External Links
  • Cirrhosis of the Liver at the National Digestive Diseases Information Clearinghouse (NDDIC). NIH Publication No. 04-1134, December 2003.
  • Friedman, Lawrence S.; Keeffe, Emmet B. (2011-08-03). Handbook of Liver Disease. Elsevier Health Sciences. ISBN 1455723169.
  • “Alcoholic liver disease (per capita) (most recent) by country”. Archived from the original on 21 June 2009. Retrieved 29 July 2009.